EXTINÇÃO À BASE DE ÁGUA


EXTINCION A BASE DE AGUA


Podemos diferenciar dois grandes grupos de instalações de extinção à base de água:

a) Redes de Hidrantes
b) Sistemas de splinkers


REDES DE HIDRANTES

Existe uma grande variedade de alternativas para o projeto de redes de hidrantes, que levam em consideração as características do risco (plantas industriais, edifícios em altura, depósitos, depósitos de taques,etc.) que condicionam as características de construção e os tipos de elementos que serão empregados.

Anéis fechados com hidrantes duplos de 21/2”, colunas com monitores de meio e grande alcance, tubulação aérea ou subterrânea, de ferro negro ou PEAD, são algumas das opções que empregamos para proteger grandes plantas industriais, jazidas, destilarias, plantas de armazenamento de grãos, etc.

Montantes ou redes com bocas internas de 1 3/4” se aplicam a edifícios em altura, como moradias familiares, escritórios comerciais, hotelaria, etc.

Uma combinação de ambas também pode ser empregada no projeto para resolver riscos em centros logísticos, fábricas de médio porte ou outros lugares com riscos específicos.

Devem-se levar em consideração questões especiais nos projetos de redes, quando estas são compartilhadas para alimentar hidrantes, splinkers e/ou sistemas de espuma, em função da simultaneidade de demandas.

Com base nas regulamentações municipais, de companhias de seguro locais e/ou internacionais, a MELISAM projeta, fornece e instala ao sistema mais adequado para as necessidades do risco a proteger.


SISTEMA DE SPLINKERS

Os sistemas de extinção à base de água têm como principal componente extintor os splinkers para enfriar e/ou controlar incêndios.
Distintas classificações podem ser listadas para definir um sistema de splinkers:

a) Segundo o rociador que será empregado:

  • Sprinklers automáticos
  • Bico protector - spray
  • Bicos de esfriamiento
  • Bicos água fracionada

b) Segundo o sistema:

  • Sistema úmido (wet):
    Escritórios, depósitos, centros comerciais, estacionamentos, etc.
  • Sistema seco (dry)
    Câmaras frigoríficas, racks de congelados, etc.
  • Sistema de ação prévia (pre-action):
    Depósitos de documentação, salas de telefonia e equipamentos eletrônicos
  • Sistema de dilúvio (deluge)
    Plantas de extração por solventes, transformadores, tanques LPG

c) Segundo o tipo de acionamento:

  • Automático
  • Manual
  • Combinado

Existe uma importante gama de sprinklers automáticos que devem ser conhecidos e levados em consideração no momento de se projetar uma instalação, segundo a variedade de temperatura de acionamento (68°C, 100°C,141°C, etc.), tipo de resposta (padrão ou rápida), tipo de montagem (pé, pendurados, de parede, em níveis intermediários de racks,etc. ), alcances (cobertura padrão ou estendida) e caudais de descarga (padrão, ELO, ESFR,etc.), entre os principais aspectos.

A MELISAM dispõe de um Departamento de Engenharia e Obras com o conhecimento das normativas locais e internacionais (NFPA, FM, GLOBAL RISK, etc.) e suporte tecnológico atualizado para projetar e instalar o sistema de splinkers adequado para cada risco.